terça-feira, 29 de novembro de 2011

o céu em 3 tempos

 manhã

 tarde

entardecer

[grinalda]


Inpsirada neste livro, trouxe algumas folhas de Outono para dentro de casa. Nasceu uma grinalda. Há nelas um ar de festa que me agrada.

material necessário:
* folhas várias
* tecido
* tintas
* fita ou cordão
* tesoura
* molas pequenas




[mais divertido ainda foi fazê-la com a companhia da sis. valeu!]

adoçando o dia

Apetece-lhe um *pequeno-almoço doce, diferente da rotina e simples de preparar? Aqui ficam 4 sugestões. Atreva-se!
1. omelete de banana:
- descasque a banana, corte-a às rodelas e coloque numa tigela. junte-lhes o sumo de laranja e o açúcar em pó. misture bem.
- bata bem os ovos com a água e o sal, sem que o preparado fique, porém, espumoso.
- derreta a manteiga numa frigideira e verta nela os ovos batidos. deixe em lume brando.
- a omelete estará pronta quando apresentar uma cor um pouco castanha por baixo e seca por cima. quando começar a solidificar coloque as rodelas de banana por cima e feche a omelete.
- sirva polvilhada com canela.

 2. panquecas:
- 2 1/2 cups de farinha
- 5 colheres de chá de fermento
- 6 colheres de sopa de açúcar
- 1 colher de chá de sal
- 2 cups de leite
- 2 ovos
- 6 colheres de sopa de óleo

misture bem todos os ingredientes. deixe a massa repousar 30 minutos. faça as panquecas com manteiga, numa frigeira anti-aderente.

3. flocos de aveia com abóbora:
prepare a aveia normalmente. eu faço-o com leite, manteiga e açúcar amarelo. junte ainda canela e puré de abóbora.
4. omelete doce:
[por cada ovo]
- 2 colheres sopa de farinha
- 1/5 colher sopa de açúcar
- 4 colheres sopa de leite
- raspa de laranja

misture bem tudo e prepare a omelete como habitualmente. no final sirva com canela e açúcar em pó por cima.

* a palavra "pequeno-almoço" pode ser substituída por "lanche" ou "ceia"

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

{this moment}

a friday ritual. a single photo - no words - capturing a moment from the week. a simple, special, extraordinary moment. a moment i want to pause, savor and remember.
O dia hoje amanheceu antes de mim. Hoje, mais do que nos outros dias. Pouco tinha dormido quando uma suave luz me despertou. Ao de leve, como uma carícia. Não sei bem qual a suavidade que senti primeiro, se a luz do sol ou a mão do meu Jónatas, que baixinho, informou-me que tinha fome. Sim, fome. Claro. Para mim, o dia começou quase sem ver a noite. A luz do dia não incomodou o Flippy, que dormia qual caracol.

No final da tarde os meninos jogaram à bola debaixo deste céu. Ah... as cores e as nuvens adornavam ousadamente o imenso azul. Os banhos eram preparados e o aroma do jantar ía inundando devagarinho.
Ver mais deste tecto aqui.

moldando


Esta foi uma semana intensa. Hospital, receios, exames, noites mal dormidas com o Marcos a chorar e o Jojó a acordar-me sempre que vai ao wc, até porque na volta quer companhia para regressar ao seu quarto, preparação do mês de Dezembro e a enxaqueca que teima em permanecer. Sim, pelo estado em que me encontro, não tenho dúvida que cheguei ao final de uma semana. E o dia a dia familiar foi-se desenrolado. Lado a lado. As mensagens no quadro também.


A vida em família é em muito como trabalhar o barro. Necessitamos sujar as mãos, mostrar empenho e esforço, mesmo quando estes parecem faltar. É também precisa alguma habilidade, criatividade e paciência para a trabalhar, moldar, construir. Diariamente, em amor. Se conseguirmos ir regando as horas com um sorriso, tanto melhor. Sim, sorrir. Mesmo que no final das obras de arte haja vestígios de barro nos armários, paredes, frigorífico, chão, wc, cadeiras e por aí fora. Quem me manda a mim demorar no telefone?
Que os seus dias em família sejam construídos sabiamente, em amor... a cada dia.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

os visitantes

Os cogumelos no nosso jardim aparecem todos os Outonos. Este ano temos mais do que é habitual e espalhados por vários cantos. Tem sido divertido descobri-los. São simples. Perfeitos!

video

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Que a semana seja recheada de coisas simples e bonitas.

[by Marcos]

sábado, 19 de novembro de 2011

{this moment}

a friday ritual. a single photo - no words - capturing a moment from the week. a simple, special, extraordinary moment. a moment i want to pause, savor and remember.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

há algum tempo atrás...

Com a proximidade dos anos dos meninos e do Natal, tenho remexido em muitas fotografias. É sempre com emoção que os torno a ver mais pequenos e que vejo aqueles que nos têm acompanhado ao longo de todo este percurso de ser pais e também no antes.
Descobri umas quantas sequências engraçadas. Estas pintaram-ne um sorriso grande.

video video

terça-feira, 15 de novembro de 2011

um dia com o quadro negro...

O quadro negro que arranjei para a cozinha tem sido grandemente requisitado. Desde as mensagens aos desenhos, passando pelos versículos e lista de compras. Todos querem tê-lo na mão e escrevinhar algo. Esta manhã o Marcos chamou-me. Tinha apagado o que estava escrito anteriormente no quadro e feito algo novo. Com um sorriso disse-me: "Também é bonito." Sim, muito.
Ao fim de alguns momentos chamou-me de novo. "Mamã, é uma árvore de Natal!" E para minha surpresa visualizei-a com facilidade. Sorri novamente.
 O Jojó desenha e escreve satisfeito os nomes que vai aprendendo.


E depois do treino de futebol, que hoje foi mesmo para os três, ainda houve tempo para uma obra de arte a 3 mãos. Porque em equipa tem muito mais pinta!
 Um monstro esperou o papá regressar a casa. Medo!!!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

depois da chuva...

O brilho que o sol traz após a chuva sempre me pinta um sorriso no rosto. É como um sopro de esperança recordando que a chuva não cai sempre.
Aguardo. Sim, também as nuvens passam...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

{this moment}

 a friday ritual. a single photo - no words - capturing a moment from the week. a simple, special, extraordinary moment. a moment i want to pause, savor and remember.
[original idea by Amanda Soule]




11-11-11

informação: o título do post nada tem a ver com o que se segue. apenas porque os meus filhos me lembraram hoje, vezes sem conta, o quão gira era hoje a data.

Esta semana pedi aos miúdos para escolherem 4 refeições- 4 jantares. A escolha deles foi a seguinte:
 * douradinhos "especiais" com maçaroca

 * cavalas com ovos cozidos e baked beans

 * tacos


 * pizza caseira com bacon, ananás e queijo.

Foi como realizar um sonho a cada dia. Às vezes é apenas preciso um pouco de boa vontade para os ver felizes.

- novas do novo habitante cá de casa: permanece aparentemente satisfeito, a não ser quando o Jojó lhe dá muitas voltas, ou seja, quando o leva para jogar à bola com ele.
passou a noite em casa da avó Celeste e parece não ter estranhado.

- se ainda não viram este vídeo, não deixem de o fazer. impressionante!

- o meu novo desafio: 365 dias a agradecer. será um prazer partilhar este ano convosco.

novo habitante

Era uma vez um caracol que foi encontrado por dois meninos.
O menino maior achou que ele estava muito sozinho no muro branco e segurou nele com cuidado.
"Tens frio?", perguntou o menino mais novo.
"Ele tem um casaco. A casca é o casaco dele!", informou o mais velho.
"Ah... pois é..."
"Vamos ficar com ele. Vai ser o nosso amigo!", sugeriu o menino grande entusiasmado.
"Sssim...", concordou o mais pequeno com um sorriso.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

365 dias de gratidão

Comecei um novo projecto que partilharei num novo blog, aqui. 365 dias por ano a agradecer algo referente ao meu dia. Tinha planeado começar no dia 1 de Janeiro, mas... porquê esperar se tenho vontade de começar já? Inspirada aqui, resolvi dar o pontapé de saída no sábado passado. Uma foto por dia que mostra algo pelo qual me sinto grata, que será também guardado num scrapbook. Passem por lá e acompanhem a jornada...

chuva e sol


Chuva. Gosto da chuva. De ouvi-la, cheirá-la e até de senti-la. Em adolescente andava sempre sem chapéu, apanhava grandes molhas e nunca me constipava por causa disso. Lembro-me bem dos jogos de futebol e corridas debaixo de chuva. Agora já não é bem assim. Ainda gosto de andar à chuva, mas as grandes molhas têm um efeito diferente em mim. O Samuel e o Jónatas têm saído felizes para a  escola, de chapéu de chuva na mão. É outra emoção! O Flippy, na falta do chapéu, refugia-se em casa. O Marcos ou fica a vê-la cair da janela da sala, quase imóvel ou pega no aparelho especial que aumenta o seu som, abre a porta e fica a ouvi-la deslumbrado. Ah... o som da chuva! Leve ou forte, uma melodia singular e dançante que desperta tanto em mim e nos meus pequenos.

E nada como um dia de sol após alguns dias de chuva, certo? Tudo brilha como se de uma novidade se tratasse. Fui dar um pequeno passeio a pé com o Marcos. Observámos as cores do Outono, apanhámos folhas, respirámos o ar desta estação de mudança. Também o meu pequeno está a mudar, devagar. Sugo cada mudança e simples descoberta. Embrulho.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

yellow tree

Foi na semana passada, enquanto lanchava com dois dos meus homens preferidos, o meu pai e o Timóteo, que pela janela avistei esta árvore de abundante cor amarela, pingada de verde. Entre a chuva e os periodos de sol, brilhava erguida, linda! Não consegui desviar o olhar. Irresistível! Regressei ao local uns dias mais tarde a fim de trazê-la para casa comigo. [tenho um marido paciente].




É uma cor de Outono feliz.