terça-feira, 1 de setembro de 2009

{queridos reguilas}



Não me deixam dormir uma noite seguida, levantam cedo, gritam quando a minha cabeça pede descanso, chamam-me a toda a hora (às vezes mesmo para nada, simplesmente por chamar...), esperneiam volta e meia com uma birra, gostam de fazer bagunça e espalham os brinquedos e afins pela casa fora, pintam paredes que deveriam permanecer brancas, entornam copos de sumo ou leite, partem as colheres de pau enquanto brincam, tocam vários instrumentos ao mesmo tempo e cantam alto, são impacientes, saltam em cima das camas e sofás e de tudo aquilo que dê para subir, puxam-me para jogar a algo quando só me apetece deitar e descansar um pouco... Mas...
Dão abraços como ninguém, enchem-me de beijos, fazem-me massagens sem eu ter que pedir, trazem-me flores nos momentos mais inesperados, dizem que estou bonita de forma sincera, aninham-se ao meu lado quando têm soninho, são verdadeiros, sorriem sempre que eu regresso de algum lugar mesmo que por pouco tempo, ajudam a pôr a mesa, a colocar a roupa suja na máquina, a dar banho e a vestir os manos, dão-me desenhos preciosos e fazem-me colares, preparam surpresas muito especiais cheios de entusiasmo, dão-me a mão, fazem perguntas engraçadas e interessantes, gostam e procuram a minha companhia. São os meus preciosos e queridos reguilas!

3 comentários:

Anónimo disse...

Três tesourinhos!:)
Beijinho. Dina

by shana.. disse...

cada um mais malandreco que o outro!

neli araujo disse...

Que ricos,teus filhotes!!!!!!!!

beijinhos em todos! Neli