quarta-feira, 14 de outubro de 2009

{salva pelas pipocas}

Entre espirros e dores de cabeça, o dia hoje parecia caminhar surpreendentemente calmo. Até íamos conseguir jantar em família, algo raro durante a semana. Planeio o jantar: bifes de atum, arroz salteado com cebola e cogumelos, salada mista especial. O telefone toca. Do outro lado o marido diz que afinal já não vai sair a horas, pois há uma fila de seis kilómetros na ponte. Entretanto, enquanto olhava a mesa posta para cinco, começa um coro de choro na sala. O Samuel chorava de cansaço, sono e dores nas pernas, resmugando com o mundo, o Jojó chorava com dores de barriga e gritava por mim e o Marcos chorava com febre agarrando-se às minhas pernas de uma forma realmente incrível. Deixo as panelas para trás e a preparação do jantar, depois de ter tentado continuar com 3 filhos literalmente agarrados a mim, todos pedindo colo. Salto os banhos, distribuo xarope por todos, visto pijamas, abro camas, mudo a ementa para "pipocas" e sento-me com eles na sala a ver "A Alice no país das maravilhas". Provavelmente no país das maravilhas teria conseguido acabar o jantar ou arranjaria alguma porção mágica para acabar com o choro, cansaço e dor. Mas na vida real, tenho apenas um colo, que é do tamanho que eles quiserem.

4 comentários:

Anónimo disse...

Mas, o colinho da mamã faz maravilhas!:)
Beijinho. Dina

Gi disse...

E por isso Deus deu à mulher essa capacidade de sendo só uma entregar-se aos fihotes com tanto Amor:)
As melhoras para todos eles!!!

by shana.. disse...

ohh que pena o bifinho de atum..
beijinhos aos 4 doentinhos

Ilda disse...

as lagrimas vieram aos meus olhos porque imaginei a cena toda!que decepção!admiro imenso a obra maravilhosa que o nosso pai faz em ti. Minha oração é que te renove e fortaleça diariamente. Abraço.